O conceito de integralidade em saúde nos artigos científicos, no Supremo Tribunal Federal (STF) e nos enunciados do Conselho Nacional de Justiça (CNJ)

Autores

  • Jéssica Resende Aguiar
  • Alethele de Oliveira Santos

DOI:

https://doi.org/10.17566/ciads.v5i4.275

Palavras-chave:

Princípio da integralidade, Atenção integral à saúde, Integralidade em saúde

Resumo

Integralidade em saúde é considerada princípio de concepção polissêmica, entre as quais compreende a integração dos níveis de atenção, a articulação entre ações preventivas, curativas e de promoção.  Sua compreensão é fundamental para o Sistema Único de Saúde (SUS) e para a execução de suas ações e serviços. Por meio de revisão bibliográfica, o artigo apresenta a compreensão desse princípio a partir de artigos científicos, decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) e enunciados do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e considera a necessidade de que haja parâmetros suficientes para sua prática diária.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

23-12-2016

Como Citar

1.
Aguiar JR, de Oliveira Santos A. O conceito de integralidade em saúde nos artigos científicos, no Supremo Tribunal Federal (STF) e nos enunciados do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Cad. Ibero Am. Direito Sanit. [Internet]. 23º de dezembro de 2016 [citado 30º de novembro de 2022];5(4):96-111. Disponível em: https://www.cadernos.prodisa.fiocruz.br/index.php/cadernos/article/view/275

Edição

Seção

ARTIGOS