Sobre a Revista

Foco e Escopo

Cadernos Ibero-Americanos de Direito Sanitário é uma revista trilíngue (português, espanhol e inglês), trimestral, de acesso livre, destinada a difundir a produção acadêmica no campo do Direito Sanitário.
É publicada pelo Programa de Direito Sanitário (Prodisa), da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) de Brasília, dirigida a professores, pesquisadores e estudantes de Direito, de Ciências da Saúde e de Ciências Sociais; operadores do Direito; profissionais da saúde e gestores de serviços e sistemas de saúde.

Linha editorial
O periódico publica trabalhos no campo do Direito Sanitário, que é o ramo do conhecimento que estuda a relação entre o Direito e a Saúde, trazendo para o campo jurídico as questões que permeiam a construção e a garantia do direito sanitário, desde sua produção normativa, nacional e internacional, até sua aplicação pelos poderes estatais e organismos internacionais.
Inserem-se, nesse campo, as questões que envolvem a estruturação e operação dos sistemas nacionais de saúde, em prol da garantia de direitos humanos e fundamentais relacionados à temática. Engloba também assuntos cujo escopo seja relativo ao Direito Médico e suas relações com os pacientes. 

Objetivos
Difundir e estimular o desenvolvimento do Direito Sanitário na Região Ibero-Americana, promovendo o debate dos grandes temas e dos principais desafios do Direito Sanitário contemporâneo.

Processo de Avaliação pelos Pares

O CIADS aceita trabalhos escritos em português, inglês ou espanhol, provenientes de pesquisa (artigos científicos); de revisão da literatura ou trabalhos doutrinários (artigos de revisão); artigos de opinião; textos de jurisprudência comentada sobre decisões judiciais no campo do Direito Sanitário e de legislação sanitária comentada; resenhas de livros de interesse para o Direito Sanitário; fóruns e comunicações breves, referentes aos assuntos relevantes no campo do Direito Sanitário. Para mais informações, acesse as Orientações para autores e Políticas editoriais.

São aceitos apenas trabalhos originais e inéditos. O manuscritos é submetido à avaliação preliminar pela Editora-chefe quanto a sua adequação à linha editorial e às normas da revista e, em caso positivo, é encaminhado para a avaliaçãopor pares, feita por pareceristas externos e sob o regime duplo-cego. Não são aceitas submissões que não estejam em conformidade com as Orientações para autores e Políticas editoriais. As decisões editoriais podem ser: solicitar um terceiro parecer; solicitar a revisão do manuscrito, com base nos dois pareceres ou em apenas um deles; aprovar o manuscrito; ou rejeitar o manuscrito. Todo o processo editorial  se faz sem ônus para seus autores ou instituições.

Periodicidade

Cadernos Ibero-Americanos de Direito Sanitário é uma publicação trimestral.

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, em consonância com a Política de Acesso Aberto ao Conhecimento da Fundação Oswaldo Cruz.

Política de privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.

Política de arquivamento

O CIADS usa o sistema LOCKSS, desenvolvido pela Universidade de Stanford, para criar um arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes. O sistema permite que essas bibliotecas criem arquivos permanentes do periódico para fins de preservação e restauração. 

O CIADS faz parte da Rede de Serviços de Preservação Digital Cariniana, que fornece preservação para qualquer periódico do sistema Open Journal System no Brasil.

 Histórico do periódico

O periódico científico Cadernos Ibero-Americanos de Direito Sanitário foi criado em parceria com a fundação da Rede Ibero-Americana de Direito Sanitário, em 2011. Desde então, foram publicados artigos, comentários sobre legislação sanitária e resenhas de livros de autores provenientes de países como Brasil, Argentina, Espanha, Uruguai, Angola, Moçambique, Costa Rica e Portugal.