Seções e políticas editoriais

ARTIGOS

A seção Artigos publica trabalhos originais de tema livre, desde que adequados à linha editorial do periódico. Serão aceitos artigos científicos (resultados de pesquisa empírica), artigos de revisão da literatura e trabalhos doutrinários. A publicação desses trabalhos é decidida com base em, pelo menos, dois pareceres, sob o regime de avaliação por pares duplo-cega (double blind peer review).
Artigos científicos: máximo de 6.000 palavras e 5 ilustrações, , incluindo título, resumo, palavras-chave, referências e notas de rodapé.
Artigos de revisão da literatura e trabalhos de natureza doutrinária: máximo de 8.000 palavras e 5 ilustrações, , incluindo título, resumo, palavras-chave, referências e notas de rodapé.

COMUNICAÇÃO BREVE

A seção Comunicação Breve é composta por relatos de resultados preliminares de pesquisa, ou ainda resultados de estudos originais que possam ser apresentados de forma sucinta, sob o regime de avaliação por pares duplo-cega (double blind peer review). Máximo de 1.700 palavras e 1 ilustração, incluindo título, resumo, palavras-chave, referências e notas de rodapé.

JURISPRUDÊNCIA E LEGISLAÇÃO SANITÁRIA COMENTADAS

A seção Jurisprudência e Legislação Comentadas traz comentários sobre decisões judiciais no campo do Direito Sanitário e sobre legislação sanitária do Brasil  e do mundo. Os manuscritos serão submetidos ao regime de avaliação por pares duplo-cega (double blind peer review). Máximo de 3.000 palavras, incluindo título, resumo, palavras-chave, referências e notas de rodapé.

RESENHAS

A seção Resenhas contém resenhas analíticas de livros de interesse para o Direito Sanitário, de autores brasileiros ou estrangeiros, publicados em até dois anos antes da data de publicação da revista. Podem ser provenientes de demanda livre ou de convite. Máximo de 3.000 palavras e 1 ilustração, incluindo título, resumo, palavras-chave, referências e notas de rodapé.