Os direitos humanos dos profissionais de enfermagem: proposta de novo referencial

Autores

  • Aline Albuquerque Centro Universitário de Brasília
  • Ivone Martini de Oliveira Conselho Federal de Enfermagem
  • Orlene Veloso Dias Universidade Estadual de Montes Claros

DOI:

https://doi.org/10.17566/ciads.v8i1.514

Palavras-chave:

Direitos Humanos. Enfermagem. Saúde.

Resumo

Objetivo: desenvolver aportes teóricos, baseados nos direitos humanos dos profissionais de saúde, aplicáveis aos profissionais de enfermagem. Metodologia: trata-se de estudo teórico e documental, cujo material de base para sua elaboração pode ser subdividido em fontes bibliográficas e documentais. Resultados: é possível aplicar o referencial teórico dos direitos humanos dos profissionais de saúde na ambiência profissional de modo a melhorar suas condições de trabalho e os cuidados em saúde. Conclusão: profissionais de enfermagem e outros profissionais de saúde não são formados para pensar em termos de direitos humanos, resultando no seu distanciamento da linguagem dos direitos humanos, não lhes permitindo se perceber como titulares de direitos humanos em face do Estado.

Biografia do Autor

Aline Albuquerque, Centro Universitário de Brasília

Professora e Coordenadora do Núcleo de Direitos Humanos do Centro Universitário de Brasília. Pesquisadora em Direitos Humanos.

Ivone Martini de Oliveira, Conselho Federal de Enfermagem

Enfermeira. Colaboradora do Conselho Federal de Enfermagem. Membro do Conselho Nacional de Saúde.

Orlene Veloso Dias, Universidade Estadual de Montes Claros

Enfermeira. Professora da Universidade Estadual de Montes Claros. Membro da Câmara Técnica do Conselho Federal de Enfermagem.

Referências

Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo. Violência no Trabalho: guia de prevenção para os profissionais de Enfermagem. Disponível em: https://portal.coren-sp.gov.br/wp-content/uploads/2018/01/PDF-site-2.pdf [Acesso em: 20 out. 2018].

Campos AS, Pierantoni CR. Violência no trabalho em saúde: um tema para a cooperação internacional em recursos humanos para a saúde. Revista Electronica de Com. Inf. Inov. Saúde. Rio de Janeiro, 2010, 4(1):86-92.

Beletsky L, Ezer T, Overall J, Byrne I, Cohen J. Advancing human rights in patient care: the law in seven transitional countries. Disponível em: https://www.opensocietyfoundations.

org/sites/default/files/Advancing-Human-Rights-in-Patient-Care-20130516.pdf [Acesso em: 10 out. 2018].

International Council of Nurses. Abuse and violence against nursing personnel. Disponível em: https://static1.squarespace.com/static/579770cd197aea84455d6908/t/57

d86320d1758e16f4e0f202/1473798944490/C01_Abuse_Violence_Nsg_Personnel.pdf

[Acesso em: 18 out. 2018].

Vieira GLC. Agressão física contra técnicos de enfermagem em hospitais psiquiátricos. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbso/v42

/2317-6369-rbso-42-e8.pdf [Acesso em: 20 out. 2018. p. 2.].

Conselho Regional de Enfermagem do Estado de São Paulo. SP cria grupo de combate à violência contra médicos e enfermeiros. Disponível em: https://portal.coren-sp.gov.br/noticias/sp-cria-grupo-de-combate-a-violencia-contra-medicos-e-enfermeiros/ [Acesso em: 20 out. 2018].

Cohen J, Ezer T. Human rights in patient care: a theoretical and practical framework. Health Hum Rights. 2013, 12;15(2):7-19.

Albuquerque A. Direitos Humanos dos Pacientes. Curitiba: Juruá, 2016.

Tarantola D, Gruskin S. Human Rights Approach to Public Health Policy. In: Grodin, Michael A, Tarantola D, Annas GJ, Gruskin S. Health and Human Rights in a Changing World. Nova Iorque: Routledge, 2013. p. 43-57.

Beauchamp TL. Standing on Principles. Oxford: Oxford, 2010.

Royal College of Nursing. Human rights and nursing RCN position Statement. Disponível em: https://www.rcn.org.uk/-/media/royal-college-of-nursing/documents/

publications/2012/may/pub-004249.pdf [Acesso em: 20 out. 2018].

McHale J, Gallagher A. Nursing and Human Rights. Londres: Butterworth Heinemann, 2003.

International Council of Nurses. Nurses and human rights. Disponível em: https://www.icn.ch/sites/default/files/inline-files/E10_Nurses_Human_Rights%281%29.pdf [Acesso em: 20 out. 2018].

World Health Organization. Global strategy on human resources for health: workforce 2030. Disponível em: http://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/250368/97892

-eng.pdf;jsessionid=31851B4F30A787E7B61DC00B389BA0F2?sequence=1

[Acesso em: 20 out. 2018].

Pan American Healht Organization. Plan of Action on Workers’ Health. Disponível em: http://iris.paho.org/xmlui/bitstream/handle/123456789/33986/CD54_10Rev.1-eng.pdf?

sequence=1&isAllowed=y [Acesso em: 20 out. 2018].

International Labour Organization. Health services sector. Disponível em: https://www.ilo.org/global/industries-and-sectors/health-services/lang--en/index.htm [Acesso em: 20 out. 2018].

OIT, OMS, ISP. Diretrices Marco para Afrontar la Violencia Laboral em el Sector de la Salud. Genebra, 2002.

Cofen. Resolução Cofen nº 564/2017. Disponível em:http://www.cofen.gov.br/

resolucao-cofen-no-5642017_59145.html [Acesso em: 20 out. 2018].

Uniceub. Cofen. Manual de Direitos Humanos para Enfermagem. Disponível em: http://biblioteca.cofen.gov.br/wp-content/uploads/2018/03/Manual-Direitos-Humanos-Enfermagem.pdf [Acesso em: 20 out. 2018].

Dias EC. Condições de trabalho e saúde dos médicos: uma questão negligenciada e um desafio para a Associação Nacional de Medicina do Trabalho. Revista Brasileira de Medicina do Trabalho. 2015. 13(2): 60-8.

Melo CMM. Autonomia profissional da enfermeira: algumas reflexões. Escola Anna Nery. 2016; 20(4).

Protocolo Adicional às Convenções de Genebra de 12 de agosto de 1949 relativo à Proteção das Vítimas dos Conflitos Armados Internacionais. Disponível em: http://www.dhnet.org.br/direitos/sip/dih/prot1.htm [Acesso em: 20 out. 2018].

World Health Organization. Disponível em: http://www.who.int/emergencies/attacks-on-health-care/en/ [Acesso em: 20 out. 2018].

Downloads

Publicado

2019-05-08

Como Citar

1.
Albuquerque A, Oliveira IM de, Dias OV. Os direitos humanos dos profissionais de enfermagem: proposta de novo referencial. Cad. Ibero Am. Direito Sanit. [Internet]. 8º de maio de 2019 [citado 19º de abril de 2021];8(1):80-94. Disponível em: https://www.cadernos.prodisa.fiocruz.br/index.php/cadernos/article/view/514

Edição

Seção

ARTIGOS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)