Direitos dos pacientes oncológicos: a informação adequada e transparente como instrumento essencial ao bem-estar e a preservação de direitos

Autores

  • Rodrigo Trisoglino Nazareth Universidade Santa Cecília Autor
  • Paulo Lascani Yered Autor
  • Marcelo Lamy Autor

Palavras-chave:

Pacientes oncológicos, Informação, Transparência, Autonomia, Preservação de direitos

Resumo

O presente estudo possui o objetivo exploratório e correlacional, visa apontar a relação entre as seguintes variáveis, concebidas também como direitos: informação recebida pelo paciente, autonomia vivenciada pelo paciente. Seguiu metodologia qualitativa, pelo qual pode selecionar paradigmas normativos, políticos e doutrinários que desvelam a relação. No material encontrado, desvela se frágil a explicitação dos fundamentos teóricos dessas variáveis. De qualquer forma, a investigação confirmou a seguinte percepção: Quanto mais adequada e transparente é a informação, maior é a possibilidade de o paciente oncológico vivenciar o bem estar subjetivo possível, organizar, preservar e dispor de seus direitos. Somente o domínio cognitivo proporciona uma tomada de decisões adequada em questões jurídicas existenciais, financeiras e de legado

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Rodrigo Trisoglino Nazareth, Universidade Santa Cecília

    Universidade Santa Cecília, Santos, SP, Brasil. E-mail: trisoglino@yahoo.com.br

Downloads

Publicado

29-12-2017

Edição

Seção

ANAIS

Como Citar

1.
Direitos dos pacientes oncológicos: a informação adequada e transparente como instrumento essencial ao bem-estar e a preservação de direitos. Cad. Ibero Am. Direito Sanit. [Internet]. 29º de dezembro de 2017 [citado 24º de junho de 2024];6:970-8. Disponível em: https://www.cadernos.prodisa.fiocruz.br/index.php/cadernos/article/view/1172