Cuidado com a saúde sexual e reprodutiva: um olhar a partir da percepção de mulheres que fazem sexo com mulheres

Autores

DOI:

https://doi.org/10.17566/ciads.v13i1.1033

Palavras-chave:

Saúde Reprodutiva, Minorias sexuais e de gênero, Assistência integral à saúde

Resumo

Objetivo: O presente estudo se destina a compreender a percepção das mulheres que fazem sexo com mulheres, referente ao cuidado que recebem nos serviços de saúde, no âmbito de sua saúde sexual e reprodutiva, a fim de verificar se o atendimento ofertado atende a integralidade de seu direito à saúde e, também, evidenciar o papel dos profissionais de saúde na garantia desses direitos. Metodologia: Foi realizada revisão de literatura nacional para elaboração do instrumento de coleta de dados e pesquisa qualiquantitativa através de formulário e entrevista individual via internet. Resultados: Foram obtidas 287 respostas, as falas revelaram as seguintes categorias: A- Violência física sofrida em serviços de saúde, B- Negligência e falta de acolhimento em consultas ginecológicas e em serviços de saúde, C- Presunção da heterossexualidade nos serviços de saúde, D- Invisibilidade e violência moral e psicológica. Conclusão: Evidenciou-se que mulheres que fazem sexo com mulheres ainda sofrem uma série de discriminações e violências nos serviços de saúde, ao buscarem cuidados integrais, principalmente no que tange aos seus direitos sexuais e reprodutivos.

Submissão: 24/05/23| Revisão: 20/02/24| Aprovação: 21/02/24

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Beatriz Felix Ferreira , Escola Superior de Ciências da Saúde, Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde

    Graduada em Enfermagem pela Universidade de Brasília, Brasília, DF, Brasil. Residente em Enfermagem de Centro Cirúrgico da Escola Superior de Ciências da Saúde/Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde. E-mail: beatriz.97.felix@gmail.com

  • Silvia Badim Marques, Universidade de Brasília

    Doutora em Saúde Pública pela Universidade de Brasília, Brasília, DF, Brasil. Professora Adjunta da Universidade de Brasília. E-mail: sbadim@unb.br

  • Juliane Andrade, Universidade Estadual Paulista

    Doutora em Saúde Coletiva pela Universidade Estadual Paulista, Botucatu, SP, Brasil. Professora Doutora do Magistério Superior da Universidade Estadual Paulista. E-mail: juliane.andrade@unesp.br

  • Carla Targino da Silva Bruno, Universidade de Brasília

    Doutorado, Universidade de Brasília, Brasília, DF, Brasil; Professor Magistério Superior, Universidade de Brasília, Brasília, DF, Brasil. carlatargino@unb.br. E-mail: carlatargino@unb.br

     

Referências

Fernandes M, Soler LD, Leite MCB. Saúde das mulheres lésbicas e atenção à saúde: nem integralidade, nem equidade diante das invisibilidades. BIS. Boletim do Instituto de Saúde (Online) [Internet]. 2018 [6 fev. 2023];19(2):37-46. Disponível em: https://doi.org/10.52753/bis.2018.v19.34590

Negreiros FRN, Ferreira BO, Freitas DN, Pedrosa JIS, Nascimento EF. Saúde de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais: da Formação Médica à Atuação Profissional. Revista Brasileira de Educação Médica [Internet]. 2019 [6 fev. 2023];43(1): 23-31. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1981-52712015v43n1RB20180075

Rich A. Heterossexualidade compulsória e existência lésbica. Bagoas [Internet]. 2010 [6 fev. 2023];4(5):17- 44. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/2309

Butler JP. Problemas de gênero: feminismo e subversão de identidade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira; 2003.

Oka M, Laurenti C. Entre sexo e gênero: um estudo bibliográfico-exploratório das ciências da saúde. Saúde e Sociedade [Internet]. 2018 [6 fev. 2023];27(1). Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0104-12902018170524

Gondim SMG, Sobrinho JBA, Santana VS, Santos VM, Saveia JM. Gênero, autoconceito e trabalho na perspectiva de brasileiros e angolanos. Cadernos de Psicologia Social do Trabalho [Internet]. 2013 [6 fev. 2023];16(2):153-165. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/cpst/v16n2/a02v16n2.pdf

Sousa JC, Mallmann DG, Galindo Neto NM, Freitas NO, Vasconcelos EMR, Araújo ED. Promoção da saúde da mulher lésbica: cuidados de enfermagem. Revista Gaúcha de Enfermagem [Internet]. 2014 [6 fev. 2023];35(4):108-113. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1983-1447.2014.04.45308

Brasil. Ministério da Saúde (MS). Política Nacional de Saúde Integral de Lésbicas, Gays, Bisseuxais, Travestis e Transexuais - LGBT. Brasília: MS; 2011. [19 fev. 2024]. Disponível em: http://bibliotecadigital.economia.gov.br/handle/123456789/387

Handcock MS, Gile KJ. On the concept of snowball sampling. Sociological Methodology [Internet]. 2011 [6 fev. 2023];41(1):367-371. Disponível em: https://doi.org/10.1111/j.1467-9531.2011.01243.x

Lefèvre F, Lefèvre AMC. O Discurso do Sujeito Coletivo - um novo enfoque em pesquisa qualitativa (desdobramentos). Caxias do Sul: EDUCS; 2003.

Santi LN, Nakano AMS, Lettiere A. Percepção de mulheres em situação de violência sobre o suporte e apoio recebido em seu contexto social. Texto & Contexto – Enfermagem [Internet]. 2010 [6 fev. 2023];19(3). Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0104-07072010000300002

Crispim JE, Barreto EF, Nogueira WB, Almeida SA. Assistência de enfermagem à mulher lésbica e bissexual na atenção básica: protocolo de atendimento. Revista de Pesquisa Cuidado é Fundamental Online [Internet]. 2018 [citado em 23 mar. 2022];10(spe):34-39. Disponível em: http://www.seer.unirio.br/cuidadofundamental/article/view/7599

World Health Organization (WHO). Multi-country study on women's health and domestic violence against women. Geneva: World Health Organization; 2005.

Azeredo YN, Schraiber LB. Violência institucional e humanização em saúde: apontamentos para o debate. Ciência & Saúde Coletiva [Internet]. 2017 [6 fev. 2023];22(9). Disponível em: https://doi.org/10.1590/1413-81232017229.13712017

Araújo L, Penna L, Carinhanha J, Costa C. O cuidado às mulheres lésbicas no campo da saúde sexual e reprodutiva. Revista Enfermagem Uerj [Internet]. 2019 [6 fev. 2023];27:e34262. Disponível em: https://doi.org/10.12957/reuerj.2019.34262

Supremo Tribunal Federal (BR). Ação Direta de Inconstitucionalidade nº 5543/2016. Prestação de informações solicitadas pelo relator. Brasília, DF: STF, 2020 [6 fev. 2023]. Disponível em: https://redir.stf.jus.br/paginadorpub/paginador.jsp?docTP=TP&docID=753608126

Foucalt M. Microfísica do Poder. 13ª ed. Rio de Janeiro: Graal; 1998.

Moscheta MS, Fébole DS, Anzolin B. Visibilidade seletiva: a influência da heterossexualidade compulsória nos cuidados em saúde de homens gays e mulheres lésbicas e bissexuais. Saúde & Transformação Social [Internet]. 2016 [6 fev. 2023];7(3):71-83. Disponível em: https://incubadora.periodicos.ufsc.br/index.php/saudeetransformacao/article/view/4318

Publicado

27-03-2024

Edição

Seção

ARTIGOS

Como Citar

1.
Cuidado com a saúde sexual e reprodutiva: um olhar a partir da percepção de mulheres que fazem sexo com mulheres. Cad. Ibero Am. Direito Sanit. [Internet]. 27º de março de 2024 [citado 14º de junho de 2024];13(1):119-30. Disponível em: https://www.cadernos.prodisa.fiocruz.br/index.php/cadernos/article/view/1033