A metamorfose da crise

Autores

DOI:

https://doi.org/10.17566/ciads.v10i2.809

Palavras-chave:

Saúde Pública, Pandemias, Direito Sanitário, Bioética

Resumo

A consciencialização de vivermos hoje sob o signo de uma tripla crise – sanitária, económica e social – provocada pela pandemia, convida a recuperar o sentido originário arquétipo grego krisis que, na disrupção que anuncia, exprime o corte repentino com o conhecido e familiar, mas também a oportunidade de mudança para melhor. É a metamorfose da crise que inspira um conjunto de textos dedicados à história das pandemias e às consequências éticas, jurídicas e sociais que a pandemia da SARS-CoV-2 trouxe a todo o planeta, principalmente no plano das decisões éticas, das políticas públicas, sob a perspetiva dos direitos humanos. Este editorial problematiza as questões desenvolvidas neste volume, a partir de reflexões de vários continentes e de diversos horizontes discursivos: História, Direito, Filosofia, Medicina, Ciências Sociais e Políticas sanitárias, numa obra que visa a concretização de uma reflexão bioética como ciência inter- e transdisciplinar.

Biografia do Autor

Maria do Céu Patrão Neves, Universidade dos Açores

Professora Catedrática de Ética, Departamento de História, Filosofia e Artes, Faculdade de Ciências Socias e Humanas, Universidade dos Açores, Ponta Delgada, Açores, Portugal. https://orcid.org/0000-0001-7246-6182. E-mail: m.patrao.neves@gmail.com

André Dias Pereira, Faculdade de Direito, Universidade de Coimbra

Doutor em Direito Civil; diretor, Centro de Direito Biomédico, Faculdade de Direito, Universidade de Coimbra, Coimbra, Portugal. https://orcid.org/0000-0003-4793-3855. E-mail: andreper@fd.uc.pt

Downloads

Publicado

24-06-2021

Como Citar

1.
Patrão Neves M do C, Pereira AD. A metamorfose da crise . Cad. Ibero Am. Direito Sanit. [Internet]. 24º de junho de 2021 [citado 28º de outubro de 2021];10(2):10-8. Disponível em: https://www.cadernos.prodisa.fiocruz.br/index.php/cadernos/article/view/809

Edição

Seção

EDITORIAL