O princípio da partilha de saberes científicos vs. propriedade intelectual: a propósito das patentes farmacêuticas no contexto da pandemia de COVID-19

Autores

DOI:

https://doi.org/10.17566/ciads.v10i3.801

Palavras-chave:

Propriedade Intelectual, Exclusivo, Limites, Patentes farmacêuticas

Resumo

O direito de propriedade intelectual tem as suas exceções e os seus limites internos, previstos na lei. Nos últimos tempos, vem crescendo a discussão da sua compressão à luz de princípios gerais, como o interesse público, a liberdade de expressão ou a saúde pública. Dir-se-ia, pois, que estes direitos têm, também, uma função social, para além da proteção das prerrogativas dos seus titulares, o que é verdadeiro, sobretudo, para as patentes farmacêuticas. Grande parte desta discussão sempre passou, na verdade, pelas patentes farmacêuticas, sua concessão e exploração, em especial no que tange às patentes biotecnológicas. Esta discussão mais e mais se exacerbou quanto às patentes das vacinas destinadas ao tratamento contra a COVID-19. Não falta quem queira lançar mão dos meios previstos nas leis nacionais e internacionais para compelir às licenças obrigatórias das patentes e, até, à sua expropriação. Em causa, podem estar, no entanto, outros aspetos, como contratos mal negociados pela Comissão da União Europeia com algumas empresas farmacêuticas e os problemas logísticos na produção de vacinas. Por outro lado, centrar a discussão nas patentes poderá ser redutor, uma vez que há outros aspetos da propriedade intelectual a considerar. Contudo, a resposta estará, muito provavelmente, no equilíbrio entre os direitos dos titulares de patentes e o interesse público.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Manuel Lopes Rocha, Revista Propriedades Intelectuais

Advogado; membro da Direção Científica, Revista Propriedades Intelectuais, Lisboa, Portugal; membro do Comité Editorial,  Revista Propriétés Intellectuelles, Paris, França. https://orcid.org/0000-0003-0393-1604. E-mail: mlopesrocha@outlook.pt

Referências

Vivant M. Le système des brevets en question. In : Bernard Remiche (dir.) Brevet, innovation et intérêt général- Le Brevet : pourquoi et pour quoi faire ? (Acte du colloque de Louvaibn-la-Neuve organisé par la Chaire Arcelor. Bruxelles: Larcier; 2007.

Davies G. Copyright and the Public Interest. London: Sweet & Maxwell; 2002.

Strowel A, Tulkens F (direção). Droit d´auteur et liberte d´expression. Bruxelles: Larcier; 2006.

Tribunal de Justiça da União Europeia. Acórdão tirado no Proc C-476/17, em 29 de julho de 2019 (Pelham). Disponível em: https://eur-lex.europa.eu/legal-content/PT/TXT/PDF/?uri=CELEX:62017CJ0476&from=EN

União Europeia. Diretiva do Parlamento Europeu e do Conselho, de 17 de abril de 2019, relativa aos direitos de autor e direitos conexos no mercado único digital. Disponível em: https://eur-lex.europa.eu/legal-content/PT/TXT/PDF/?uri=CELEX:32019L0790&from=SL

Abello A. La Licence, Instrument de Régulation des Droits de Propriété Intellectuelle. Paris: LGDAJ; 2008.

Berthet E. La Fonction Sociale des Droits de la Propriété Intellectuelle appliquée au Médicament. In: Penser le droit de la pensée- Mélanges en l´honneur de Michel Vivant. Paris : Lexis-Nexis, Dalloz ; 2020.

Ulrich H. Strategig patenting by the pharmaceutical industry: towards a concept of abusive practices of protection. In: Josef Drexl/Nari Lee, Pharmaceutical Innovation, Competition and Patent Law, Massachusetts: Edward Elgar, Northampton; 2013.

Gabriel JM. Medical Monopoly- Intellectual Property Rights and the Origins of the Modern Pharmaceutical Industry. The Chicago University Press; 2014.

Organização Mundial do Comércio. Acordo TRIPS – Agreement on Trade-Related Aspects of Intellectual Property Rights. 1994. Disponível em: https://www.wto.org/english/docs_e/legal_e/27-trips_01_e.htm. A proteção internacional conferida aos direitos de propriedade intelectual, organizada até aí pela OMPI (Organização Mundial da Propriedade Intelectual) passou, com este Acordo internacional) para a esfera da Organização Mundial do Comércio

Borch-Jacobsen. M. Big Pharma-Une Industrie Tout-Puissante qui joue avec notre santé. Paris: Éditions des Arènes; 2013.

Mary C. Tuberculose : le traitement à base de rifapentine enfin accessible à tous ?, Le Monde [internet]. Science & médecine. 19 out. 2020 [citado em 3 maio 2021]. Disponível em: https://www.lemonde.fr/sciences/article/2020/10/19/tuberculose-le-traitement-a-base-de-rifapentine-enfin-accessible-a-tous_6056612_1650684.html

Remédio Marques, JP. São os Direitos de Propriedade Intelectual úteis para a nossa saúde? A articulação entre o Direito de Patente e a Regulação Farmacêutica perante as epidemias e as pandemias. Revista de Direito Intelectual. Nº 02 – 2020.

Palmela Fidalgo V. O Sistema de Patentes e o Acesso a Produtos Médico- Farmacêuticos no Contexto da Atual Pandemia: O Ponto de Situação Atual e os Principais Desafios, RFDUL/LLR, LXI (2020) 1, XXX-XXX.

Lexology [internet]. Understanding compulsory licensing: a global overview. 20 nov. 2020. [citado em 3 maio 2021]. Disponível em: https://www.lexology.com/library/detail.aspx?g=a7f2ec22-a596-4c6a-9991-09c5fbd7fab0

Palmela Fidalgo V. As Licenças Compulsórias de Direitos da Propriedade Industrial. Coimbra: APDI/Almedina; 2016.

Portugal. Código da Propriedade Industrial. Aprovado pelo Decreto-Lei nº110/2018, de 10 de dezembro. Disponível em: http://www.pgdlisboa.pt/leis/lei_mostra_articulado.php?nid=2979&tabela=leis&ficha=1&pagina=1

Parlamento Europeu e Conselho, Regulamento (CE) nº 816/2006, de 17 de maio, relativo à concessão obrigatória de patentes respeitantes ao fabrico de produtos farmacêuticos destinados à exportação para países com problemas de saúde pública. Disponível em: https://eur-lex.europa.eu/legal-content/PT/TXT/PDF/?uri=CELEX:32006R0816&from=PT

Organização Mundial do Comércio. Declaração de Doha. 2001. [citado em 3 maio 2021] Disponível em: https://www.who.int/medicines/areas/policy/doha_declaration/en/

Remiche B, Kors J (dir.). L´Accord ADPIC: dix ans après- Regards croisés Europe- Amérique Latine, Actes du séminaire de Buenos Aires organisé par l´Association internationale de Droit économique, Bruxelles: Larcier; 2007.

Correa CM, Negro SC (coord). Propriedad intelectual y medicamentos, ditorial B de f, Buenos Aires: Montevideo; 2010.

Gusmão J, Ferreira M, Mais B. Dinheiros públicos, vacinas privadas: as razões da produção a conta-gotas. Jornal Público [internet]. 7 fev. 2021 [citado em 3 maio 2021]. Disponível em: https://www.publico.pt/2021/02/07/opiniao/noticia/dinheiros-publicos-vacinas-privadas-razoes-producao-contagotas-1949565

Soeiro J. Vacinas, atrasos e patentes: a bolsa ou a vida? Jornal Expresso [internet]. 12 fev. 2021 [citado em 3 maio 2021]. Disponível em: https://expresso.pt/opiniao/2021-02-12-Vacinas-atrasos-e-patentes-a-bolsa-ou-a-vida-

Roque MP. Façam pouco barulho que o Presidente está a dormir. Jornal Público [internet]. 16 fev. 2021 [citado em 3 maio 2021]. Disponível em: https://www.publico.pt/2021/02/16/opiniao/noticia/facam-barulho-presidente-dormir-1950848

Gusmão J. Vacina Covid: quando as patentes só empatam. Jornal Expresso [internet]. 25 fev. 2021 [citado em 3 maio 2021] Disponível em: https://expresso.pt/opiniao/2021-02-25-Vacina-Covid-quando-as-patentes-so-empatam

Maia C. As vacinas e o espantalho das patentes. Jornal Expresso [internet].16 fev. 2021 [citado em 3 maio 2021]. Disponível em: https://expresso.pt/opiniao/2021-02-16-As-vacinas-e-o-espantalho-das-patentes

Alves IM. Capitalismo vs. humanitarismo na luta pela vacina covid-19. Jornal Expresso [internet]. 26 fev. 2021 [citado em 3 maio 2021]. Disponível em: https://expresso.pt/opiniao/2021-01-26-Capitalismo-vs.-humanitarismo-na-luta-pela-vacina-covid-19

Soares PF. Vacinas: as patentes atrasam a vida. Jornal Público [internet].12 mar. 2021 [citado em 3 maio 2021]. Disponível em: https://www.publico.pt/2021/03/12/politica/opiniao/vacinas-patentes-atrasam-vida-1954089

Martins C. Entrevista por António Cotrim: Covid-19. "UE deve utilizar mecanismos para ultrapassar patentes e generalizar vacina", afirma Catarina Martins. Rádio Observador [internet]. 13 mar. 2021 [citado em 3 maio 2021]. Disponível em: https://observador.pt/2021/02/13/covid-19-ue-deve-utilizar-mecanismos-para-ultrapassar-patentes-e-generalizar-vacina-afirma-catarina-martins/

Jornal de Negócios. 1 fev. 2021.

Sousa J. Declarações públicas num comício em Alverca: Jerónimo de Sousa critica "vacinação a conta-gotas" e submissão a grandes laboratórios, Correio da Manhã [internet]. 14 mar. 2021 [citado em 3 maio 2021]. Disponível em: https://www.cmjornal.pt/politica/detalhe/jeronimo-de-sousa-critica-vacinacao-a-conta-gotas-e-submissao-a-grandes-laboratorios?ref=Mais%20Sobre_BlocoMaisSobre

Roussel F. Citado por Bazat JM. Vaccins : «Est-il injuste que les laboratoires qui ont pris le risque de suivre la piste de l´ADN messager en récoltent les fruits ?» Le Monde [internet]. 8 fev. 2021 [citado em 3 maio 2021]. DIsponível em : https://www.lemonde.fr/economie/article/2021/02/08/vaccins-anti-covid-est-il-injuste-que-les-laboratoires-qui-ont-pris-le-risque-de-suivre-la-piste-de-l-arn-messager-en-recoltent-les-fruits_6069189_3234.html

Gomes A. Nada é agora mais vital para Humanidade. E #UE está a falhar-nos. Por vossa inacção @vonderleyen @antoniocostapm @2021PortugalEU. Abram patentes JÁ! #Vacina #covid ñ é produto de mercado, é Bem Público Universal! Salvem VIDAS! [Twitter]. 13 mar. 2021 [citado em 3 maio 2021]. Disponível em: https://twitter.com/AnaMartinsGomes/status/1370706084952936458?s=19&fbclid=IwAR3_KmLLeblXlFPjrbPUcGmNOgA6c8mqwGiGSOqAktVE6pfaIa8DnkAHg2o

Barroso D. Durão Barroso: farmacêuticas devem “comprometer-se a ajudar a acabar com a pandemia” em vez de ganhar mais dinheiro. Jornal Expresso [internet]. 3 mar. 2021 [citado em 3 maio 2021]. Disponível em: https://expresso.pt/coronavirus/2021-03-03-Durao-Barroso-farmaceuticas-devem-comprometer-se-a-ajudar-a-acabar-com-a-pandemia-em-vez-de-ganhar-mais-dinheiro

Moura Vicente D. Repensar a propriedade intelectual no contexto da crise mundial. Revista de Direito Intelectual. Nº2; 2020.

Gaviria M, Kilic B. mRNA- 1273 Vaccine Patent (landscape for NIH-moderna Vaccine). Public Citizen. 16 nov. 2020 [citado em 3 maio 2021]. Disponível em: https://www.citizen.org/article/modernas-mrna-1273-vaccine-patent-landscape/

Lexology [internet]. Pfizer´s covid vaccine found 90% effective, but raises IP questions. 9 nov. 2020 [citado em 3 maio 2021]. Disponível em: https://www.lexology.com/library/detail.aspx?g=600d8fb8-03f3-4a68-87e5-cf339e8fc77b

Archer L. Vinte e cinco anos de Genética Molecular. Memórias da Academia das Ciências. (separata). Classe de Ciências. Tomo XXX. Lisboa; 1989.

Isaacson W. The Race To Save the World. Revista Time. 18-25 jan. 2021.

Santos G, Tourbe C. Comment l´ARN va changer nos vies. Le Point [internet]. 27 jan. 2021 [citado em 3 maio 2021]. Disponível em: https://www.lepoint.fr/sciences-nature/comment-l-arn-va-changer-nos-vies-27-01-2021-2411573_1924.php#xtmc=comment-l-arn-va-changer-nos-vies&xtnp=1&xtcr=1

Hecketsweiler C, Herzberg N. Covid 19: la saga du vaccin à ARN messager désormais dans le sprint final. Le Monde [internet]. 30 dez. 2020 [citado em 3 maio 2021]. Disponível em: https://www.lemonde.fr/sciences/article/2020/11/30/covid-19-la-saga-du-vaccin-a-arn-messager-dans-le-sprint-final_6061695_1650684.html

Kariko K. Entrevista por Gwendoline Dos Santos, Guillaume Grallet et Caroline Tourbe : Covid : « Je crois que d’ici à cet été nous aurons vaincu le virus ». Le Point [internet]. 29 jan. 2021 [citado em 3 maio 2021]. Disponível em: https://www.lepoint.fr/sciences-nature/covid-je-crois-que-d-ici-a-cet-ete-nous-aurons-vaincu-le-virus-29-01-2021-2411750_1924.php#xtmc=kariko&xtnp=1&xtcr=1

Grubb PW, Thonsen PR. Patents for Chemicals, Pharmaceuticals, and Biotechnology- Fundamentals of Global Law. Practice, and Strategy. Oxford: Oxford University Press; 2010.

Moderna [internet] Statement by Moderna on Intellectual Property Matters during the COVID-19 Pandemic. 8 out. 2020 [citado em 3 maio 2021]. Disponível em: https://investors.modernatx.com/news-releases/news-release-details/statement-moderna-intellectual-property-matters-during-covid-19

Lexology [internet]. Ben Wodecky. 19 e 20 out. 2020.

La Libre Belgique [internet]. AFP, Opération « vitesse de la lumière » : comment Pfizer-BioNtech a gagné la course au vaccin. 26 dez. 2020 [citado em 3 maio 2021]. Disponível em: https://www.lalibre.be/planete/sante/operation-vitesse-de-la-lumiere-comment-pfizer-biontech-a-gagne-la-course-au-vaccin-5fe77b6c9978e227df28fb52

Swaminathan S. Entrevista a Clara Barata: “Mais do que a OMS ser questionada, acho que o papel da ciência foi posto em causa” Jornal Público [internet]. 7 mar. 2021 [citado em 3 maio 2021]. Disponível em: https://www.publico.pt/2021/03/07/ciencia/noticia/oms-questionada-acho-papel-ciencia-posto-causa-1952667

Summavielle T. Desenvolver vacina portuguesa contra a Covid-19 custaria 45 milhões de euros, estima investigadora. Correio da Manhã [internet]. 10 mar. 2021 [citado em 3 maio 2021]. Disponível em: https://www.cmjornal.pt/sociedade/detalhe/covid-19--desenvolver-vacina-portuguesa-custaria-45-milhoes-de-euros-estima-investigadora

Lanez E. Covid 19 - Vaccin Pasteur, L´histoire secrète d´Un Fiasco. Paris Match [internet].3 mar. 2021 [citado em 3 maio 2021]. Disponível em: https://www.parismatch.com/Actu/Sante/Covid19-Vaccin-Pasteur-l-histoire-secrete-d-un-fiasco-1727481

Mathieu B, Benz S, Botta E. Sanofi, un fiasco français. L´Express [internet]. 4 fev. 2021 [citado em 3 maio 2021]. Disponível em: https://www.lexpress.fr/actualite/sciences/enquete-sanofi-un-fiasco-francais_2144091.html .

Cardoso AM. Declarações. Jornal de Negócios. 11 mar. 2021.

Downloads

Publicado

16-09-2021

Como Citar

1.
Rocha ML. O princípio da partilha de saberes científicos vs. propriedade intelectual: a propósito das patentes farmacêuticas no contexto da pandemia de COVID-19. Cad. Ibero Am. Direito Sanit. [Internet]. 16º de setembro de 2021 [citado 26º de janeiro de 2023];10(3):145-71. Disponível em: https://www.cadernos.prodisa.fiocruz.br/index.php/cadernos/article/view/801

Edição

Seção

ARTIGOS: PERSPECTIVA INTERNACIONAL