A capacidade jurídica das pessoas com deficiência: uma ressignificação necessária à luz dos direitos humanos e do modelo social de deficiência

Autores

DOI:

https://doi.org/10.17566/ciads.v10i1.627

Palavras-chave:

Capacidade jurídica, Pessoas com deficiência, Direitos Humanos, Dignidade humana

Resumo

Objetivos: analisar o novo paradigma da capacidade jurídica das pessoas com deficiência, instaurado pelo artigo 12 da Convenção Internacional sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência e reiterado pela Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência – Lei nº 13.146/2015 –, bem como identificar possíveis obstáculos ao reconhecimento da capacidade, em igualdade de condições com as demais pessoas. Metodologia: a pesquisa é qualitativa, documental e bibliográfica, tendo sido baseada em normas constitucionais e legais, em documentos oficiais da Organização das Nações Unidas e em livros e artigos científicos sobre o tema. Resultados: o mapeamento dos óbices que têm desencadeado oposição em relação ao tema permitiu a definição de estratégias para seu enfrentamento, que somente se afigurarão viáveis por meio do empreendimento de esforços amplos para a materialização do direito das pessoas com deficiência ao exercício da sua capacidade, sem discriminação. Conclusão: a superação da resistência às inovações trazidas pela Convenção Internacional sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência e repetidas na Lei nº 13.146/2015 pressupõe uma ressignificação do direito à capacidade, à luz dos direitos humanos e do modelo social de deficiência. Pressupõe, ainda, o engajamento de toda a sociedade em um processo crítico, combativo e emancipador, destinado ao rompimento das amarras desencadeadas pelas opressões e usurpações que sempre aprisionaram e alienaram – da sociedade e da História – essas pessoas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Cláudia Mendes de Figueiredo, Conselho Nacional dos Direitos das Pessoas com Deficiência

Advogada; conselheira, Conselho Nacional dos Direitos das Pessoas com Deficiência (Conade), Brasília, Distrito Federal, Brasil. https://orcid.org/0000-0002-9522-0967. E-mail: ana.f0703@gmail.com

Referências

Ferraz CV, Salomão GL. A presunção de capacidade civil da pessoa com deficiência na Lei Brasileira de Inclusão. Direito e Desenvolvimento [Internet]. 2016 [citado em 15 dez. 2019];7(13):99-117. Disponível em: https://periodicos.unipe.br/index.php/direitoedesenvolvimento/article/view/303.

Brasil. Decreto nº 6.949, de 25 de agosto de 2009 [Internet]. Promulga a Convenção Internacional sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência e seu Protocolo Facultativo, assinados em Nova York, em 30 de março de 2007. Brasília; 26 ago 2009 [citado em 7 dez. 2019]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2009/decreto/d6949.htm

Palacios A. El modelo social de discapacidad: Orígenes, caracterización y plasmación em la Convención Internacional sobre los Derechos de las Personas com Discapacidad [internet]. Madrid: Ediciones Cinca; 2008 [citado em 20 nov. 2019]. Disponível em: https://www.cermi.es/sites/default/files/docs/colecciones/Elmodelosocialdediscapacidad.pdf

Brasil. Lei nº 13.146, de 6 de julho de 2015 [Internet]. Institui a Lei Brasileira de Inclusão das Pessoas com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência). Brasília; 7 jul. 2015 [citado em 7 dez. 2019]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2015/lei/l13146.htm

Coelho FU. Curso de Direito Civil: Parte Geral. 5ª ed. Saraiva: São Paulo; 2012.

Venosa SS. Direito Civil: Direito de Família. 16ª ed. São Paulo: Atlas; 2016.

Fiuza C. Direito Civil: curso completo. 18ª ed. São Paulo: Ed. Revista dos Tribunais; 2015.

Tomazette M, Araújo RAC. Crítica à nova sistemática da incapacidade de fato segundo a Lei 13.146/15: Estatuto da Pessoa com Deficiência. Revista Jus Navigandi [Internet]. 2015 [citado em 27 jan. 2020]:4449: Disponível em: https://jus.com.br/artigos/42271.

Kümpel VF, Borgarelli BA. A destruição da teoria das incapacidades e o fim da proteção aos deficientes. Migalhas [Internet]. 12 ago, 2015 [citado em 27 jan. 2020]. Disponível em https://migalhas.uol.com.br/depeso/225012/a-destruicao-da-teoria-das-incapacidades-e-o-fim-da-protecao-aos-deficientes

Menezes JB, Teixeira ACB. Desvendando o conteúdo da capacidade civil a partir do Estatuto da Pessoa com Deficiência. Pensar. 2016;21(2):568-599. doi https://doi.org/10.5020/2317-2150.2016.v21n2p568.

Albuquerque A. Capacidade jurídica e direitos humanos. Rio de Janeiro: Lumen Juris; 2018.

Naciones Unidas. Convención sobre los derechos de las personas con discapacidad. Observaciones finales sobre el informe inicial del Brasil - CRPD/C/BRA/CO/1 [internet]. 29 de septiembre de 2015 [citado em 19 dez. 2019]. Disponível em: https://documents-dds-ny.un.org/doc/UNDOC/GEN/G15/220/78/PDF/G1522078.pdf?OpenElement

Naciones Unidas. Convención sobre los derechos de las personas con discapacidad. 11º período de sesiones. Observación general nº 1 - CRPD/C/GC/1: Artículo 12: Igual reconocimiento como persona ante la ley [Internet]. Adoptada el 11 de abril de 2014 [citado em 15.9.2019]. Disponível em: https://tbinternet.ohchr.org/_layouts/15/treatybodyexternal/Download.aspx?symbolno=CRPD%2fC%2fGC%2f1&Lang=en

Brasil. Lei n° 10.406, de 10 de janeiro de 2002 [Internet]. Institui o Código Civil. Brasília; 11 jan. 2002 [citado em 12.dez.2019]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2002/l10406.htm

Bampi LNS, Guilhem D, Alves ED. Modelo social: uma nova abordagem para o tema deficiência. Rev. Latino-Am. Enfermagem [Internet]. 2010 [citado em 18.dez.2019];18(4):816-823. Disponível em https://www.scielo.br/pdf/rlae/v18n4/pt_22.pdf.

Brasil. (Constituição 1988). Constituição da República Federativa do Brasil, 8 de outubro de 1988. Brasília: Senado Federal; 2020.

Figueiredo ACM. A capacidade jurídica das pessoas com deficiência: um novo paradigma construído sob a égide dos direitos humanos. In: Gugel MA, organizadora. Diálogos aprofundados sobre os direitos das pessoas com deficiência. Belo Horizonte: RTM; 2019, p. 129-153.

Brasil. Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990 [Internet]. Dispõe sobre o regime jurídico dos servidores públicos civis da União, das autarquias e das fundações públicas federais. Brasília; 12 dez 1990 [citado em 20.jan.2020]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8112cons.htm

Brasil. Lei nº 8.213, de 24 de julho de 1991 [Internet]. Dispõe sobre os Planos de Benefícios da Previdência Social e dá outras providências. Brasília; 25 jul 1991 [citado em 20.jan.2020]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8213cons.htm

Quinn G. An Ideas Paper - Rethinking personhood: new directions in legal capacity law & policy or how to put the ‘shift’ back into ‘paradigm shift’. Vancouver: University of British Columbia; 2011 [citado em 10.10.2019]. Disponível em: https://citizenship.sites.olt.ubc.ca/files/2014/07/Gerard_Quinn_s_Keynote_-_April_29__2011.pdf

Figueiredo ACM, Gonzaga EA. Pessoas com deficiência e seu direito fundamental à capacidade civil. In: Gonzaga EA, Medeiros JLR, organizadores. Ministério Público, sociedade e a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência. Brasília: ESMPU; 2018. p. 85-108.

Brasil. Ministério da Previdência Social. Instituto Nacional do Seguro Social. Instrução Normativa nº 77, de 21 de janeiro de 2015 [Internet]. Estabelece rotinas para agilizar e uniformizar o reconhecimento de direitos dos segurados e beneficiários da Previdência Social, com observância dos princípios estabelecidos no art. 37 da Constituição Federal de 1988. Brasília, 22 jan. 2015 [citado em 20 jan. 2020]. Disponível em: https://www.in.gov.br/materia/-/asset_publisher/Kujrw0TZC2Mb/content/id/32120879/do1-2015-01-22-instrucao-normativa-n-77-de-21-de-janeiro-de-2015-32120750

Brasil. Ministério do Desenvolvimento Social e Instituto Nacional do Seguro Social. Portaria Conjunta nº 3, de 21 de setembro de 2018 [Internet]. Dispõe sobre regras e procedimentos de requerimento, concessão, manutenção e revisão do Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social - BPC. Brasília; 24 set 2018 [citado em 20.jan.2020]. Disponível em: https://www.in.gov.br/materia/-/asset_publisher/Kujrw0TZC2Mb/content/id/41971503/do1-2018-09-24-portaria-conjunta-n-3-de-21-de-setembro-de-2018-41971236

Flores JH. A (re) invenção dos direitos humanos Internet]. Florianópolis: Boiteux; 2009. [citado em 12 dez. 2019]. Disponível em: https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/4253519/mod_resource/content/1/Joaquin%20Herrera%20Flores%20-%20A%20reinven%C3%A7%C3%A3o%20dos%20direitos%20humanos.pdf

Downloads

Publicado

18-03-2021

Como Citar

1.
Figueiredo ACM de. A capacidade jurídica das pessoas com deficiência: uma ressignificação necessária à luz dos direitos humanos e do modelo social de deficiência. Cad. Ibero Am. Direito Sanit. [Internet]. 18º de março de 2021 [citado 1º de dezembro de 2022];10(1):186-202. Disponível em: https://www.cadernos.prodisa.fiocruz.br/index.php/cadernos/article/view/627

Edição

Seção

ARTIGOS