O equilíbrio entre o individual e o coletivo na busca pela universalidade do Sistema Único de Saúde

Autores

  • Danielle da Costa Leite Borges
  • Mercedes Schumacher

DOI:

https://doi.org/10.17566/ciads.v2i2.66

Resumo

A possibilidade de postulação individual de direitos sociais, especialmente do direito à saúde, trazida pela Constituição de 1988 representa um enorme passo na realização de um sistema universal de saúde. No entanto, o aumento expressivo de demandas individuais relacionadas à prestação do direito à saúde no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), situação vivida pelo Judiciário Brasileiro nos últimos anos, acaba por gerar conflitos entre o aspecto individual e o coletivo em relação ao sistema de saúde, sendo certo que o aspecto coletivo é essencial no alcance de um sistema público e universal. Diante deste contexto, e usando como exemplo o caso das demandas individuais para obtenção de medicamento e tratamentos no âmbito do SUS, este artigo se propõe a analisar, do ponto de vista teórico, qual seria o equilíbrio necessário entre as demandas individuais e coletivas no âmbito do SUS para o alcance de sua universalidade, esclarecendo os limites do individual e do coletivo dentro do nosso sistema de saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

20-12-2013

Como Citar

1.
Borges D da CL, Schumacher M. O equilíbrio entre o individual e o coletivo na busca pela universalidade do Sistema Único de Saúde. Cad. Ibero Am. Direito Sanit. [Internet]. 20º de dezembro de 2013 [citado 2º de outubro de 2022];2(2):36-50. Disponível em: https://www.cadernos.prodisa.fiocruz.br/index.php/cadernos/article/view/66

Edição

Seção

Saúde, cidadania e democracia