Sem heróis, sem heroínas: reflexões sobre o discurso heroico utilizado pela mídia sobre os profissionais de enfermagem na pandemia de COVID-19

Autores

DOI:

https://doi.org/10.17566/ciads.v11i2.881

Palavras-chave:

COVID-19, Interseccionalidade, Enfermagem, Comunicação

Resumo

Objetivo: discutir a utilização do discurso heroico, amplamente disseminado pela mídia durante a pandemia de COVID-19, como referência aos profissionais de enfermagem atuantes na crise sanitária. Metodologia: partiu-se da análise temática qualitativa de matérias jornalísticas publicadas em um portal online de notícias com abrangência nacional, entre março e julho de 2020, e da utilização do conceito de interseccionalidade como categoria analítica, com perspectiva decolonial. Resultados: constatou-se que, articulados à linguagem militar e à política de morte do atual governo brasileiro, essas construções colaboram para o enfraquecimento e invisibilidade da categoria profissional. Conclusão: existem graves problemas associados a essa construção narrativa, uma vez que além de contribuir para a desvalorização e silenciamento da profissão e de seus profissionais, desvirtua discussões críticas sobre questões estruturais enfrentadas por esses últimos. Argumenta-se, ainda, a importância da politização dos profissionais de enfermagem, visto sua frágil formação política, a fim de construírem outras narrativas que consolidem o cuidado de enfermagem como um cuidado político, democrático e consciente de sua inserção no atual contexto da crescente precarização do trabalho no país.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Felipe Akira Miasato, Instituto de Medicina Social Hesio Cordeiro, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Mestre em Saúde Pública (Sociedade, Violência e Saúde), Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, RJ, Brasil; doutorando em Saúde Coletiva, Instituto de Medicina Social Hesio Cordeiro, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. https://orcid.org/0000-0002-1182-6807. E-mail: felipemiasato@gmail.com

Referências

Brasil. Portaria nº 188, de 3 de fevereiro de 2020. Declara Emergência em Saúde Pública de importância Nacional (ESPIN) em decorrência da Infecção Humana pelo novo Coronavírus (2019-nCoV). Diário Oficial da União: seção 1 - extra, Brasília, DF, edição 24-A, n. 8, p. 1, 04 fev. 2020.

World Health Organization. State of the world’s Nursing 2020: Investing in education, jobs and leadership. Genebra: Suíça; 2020, 144 p.

Fundação Oswaldo Cruz. Relatório final da Pesquisa Perfil da Enfermagem no Brasil - FIOCRUZ/COFEN. Rio de Janeiro: Fundação Oswaldo Cruz; 2017, 750 p.

Campos PFS. História social da enfermagem brasileira: afrodescendentes e formação profissional pós-1930. Revista Enfermagem Referência [Internet]. 2012 [citado em 12 abr. 2022];6(3):187-197. Disponível em http://www.index-f.com/referencia/2012pdf/36-167.pdf DOI: https://doi.org/10.12707/RIII12HM1

Soares CB, Peduzzi M, Costa MV. Os trabalhadores de enfermagem na pandemia Covid-19 e as desigualdades sociais. Revista da Escola de Enfermagem da USP [Internet]. 2020 [citado em 30 jul 2020];54(4):1-3. Disponível em: https://repositorio.usp.br/directbitstream/371dfbb9-1094-4781-9c32-3a3322f7df32/PEDUZZI,%20M%20doc%20117e.pdf Doi: 10.1590/S1980-220X2020ed0203599 DOI: https://doi.org/10.1590/s1980-220x2020ed0203599

Persegona MFM et al. Observatório da Enfermagem: ferramenta de monitoramento da Covid-19 em profissionais de Enfermagem. Revista Enfermagem em Foco [Internet]. 2020 [citado em 12 abr. 2022];11(2):6-11. Disponível em: http://revista.cofen.gov.br/index.php/enfermagem/article/download/4283/976 DOI: https://doi.org/10.21675/2357-707X.2020.v11.n2.ESP.4283

Magalhaes L, Dube R, Lewis JT. Brazil’s Nurses Are Dying as Covid-19 Overwhelms Hospitals. The Wall Street Journal [Internet]. 19 maio 2020 [citado em 12 abr. 2022]. Disponível em: https://www.wsj.com/articles/brazils-nurses-are-dying-as-covid-19-overwhelms-hospitals-11589843694

Abrahão J. Um vírus democrático que evidencia a fragilidade da democracia. Folha de São Paulo [Internet]. 1 abr. 2020 [citado em 12 abr. 2022]. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/colunas/jorge-abrahao/2020/04/um-virus-democratico-que-evidencia-a-fragilidade-da-democracia.shtml

Coelho R. Brasil se torna o segundo país do mundo a ultrapassar marca de 600 mil mortos por covid-19 [Internet]. 13 out 2021 [citado em 12 abr. 2022]. Disponível em: https://jornal.unesp.br/2021/10/13/brasil-se-torna-o-segundo-pais-do-mundo-a-ultrapassar-marca-de-600-mil-mortos-por-covid-19/

Batista EL. Pandemia escancarou fator racial nas desigualdades brasileiras, diz Lilia Schwarcz. Folha de S. Paulo [Internet]. 5 dez. 2020 [citado em 13 dez. 2020]. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/2020/12/pandemia-escancarou-fator-racial-nas-desigualdades-brasileiras-diz-lilia-schwarcz.shtml

Leite MP. Biopolítica da precariedade em tempos de pandemia. Dilemas [Internet]. 2020 [citado em 14 jul 2020];29(Reflexões na Pandemia): 1-16. Disponível em: https://www.reflexpandemia.org/texto-23

Possas MT, Almeida AO, Matias K. ‘E daí?‘: Respostas à pandemia e gestão da morte no Brasil. Dilemas [Internet]. 2020 [citado em 24 dez. 2020];47(Reflexões na Pandemia):1-10. Disponível em: https://www.reflexpandemia.org/texto-47

Minayo MCS, Freire NP. Pandemia exacerba desigualdades na Saúde. Ciência e Saúde Coletiva [Internet]. 2020 [citado em 14 ago 2020];25(1):101-112. Disponível em: https://www.scielo.br/j/csc/a/yFSBrKr7Tvz9Rg4vhCWx6rQ/?format=pdf&lang=pt Doi: 10.1590/1413-81232020259.13742020 DOI: https://doi.org/10.1590/1413-81232020259.13742020

Santos HLPC, Maciel FBM, Santos KR, Conceição CDVS, Oliveira RS, Silva, NRF, Prado NMBL. Necropolítica e reflexões acerca da população negra no contexto da pandemia da COVID-19 no Brasil: uma revisão bibliográfica. Ciência e Saúde Coletiva [Internet]. 2020 [citado em 28 jul 2020];25(2):4211-4224. Disponível em: https://www.scielo.br/j/csc/a/5FLQN6ZV5yYPKv6bv4fTbVm/?format=pdf&lang=pt Doi: 10.1590/1413-812320202510.2.25482020 DOI: https://doi.org/10.1590/1413-812320202510.2.25482020

Crenshaw K. Demarginalizing the Intersection of Race and Sex: A Black Feminist Critique of Antidiscrimination Doctrine, Feminist Theory and Antiracist Politics. University of Chicago Legal Forum [Internet]. 1989 [citado em 15 jul. 2020];8(1):139-167. Disponível em: https://chicagounbound.uchicago.edu/cgi/viewcontent.cgi?article=1052&context=uclf

Kilomba G. Memórias da plantação: Episódios de racismo cotidiano. Rio de Janeiro: Cobogó, 2019. 249p.

Moreira MCN. A Fundação Rockefeller e a construção da identidade profissional de enfermagem no Brasil na Primeira República. História, Ciências, Saúde – Manguinhos [Internet]. 1999 [citado em 24 jun. 2020];5(3):621-645. Disponível em: https://www.scielo.br/j/hcsm/a/X4GQft8dhcKTbyM8sZcFSbr/?lang=pt Doi: 10.1590/S0104-59701999000100005 DOI: https://doi.org/10.1590/S0104-59701999000100005

Lunardi VL. Medo: Fio visível/invisível na docillzação do corpo da enfermeira. Revista Brasileira de Enfermagem [Internet]. 1995 [citado em 28 jun. 2020];48(3):195-203. Disponível em: https://www.scielo.br/j/reben/a/6KsLjYNQvsHThp3nNksMGFG/?format=pdf&lang=pt DOI: https://doi.org/10.1590/S0034-71671995000300002

Gastaldo DM, Meyer DE. A formação da enfermeira: ênfase na conduta em detrimento do conhecimento. Revista Brasileira de Enfermagem [Internet]. 1989 [citado em 29 jun. 2020];42(4):7-13. Disponível em: https://www.scielo.br/j/reben/a/krGtgg8qgjskcRzyLw7nF6R/?format=pdf&lang=pt DOI: https://doi.org/10.1590/S0034-71671989000100002

Lessa ABSL, Araújo CNV. A enfermagem brasileira: reflexão sobre sua atuação política. Revista Mineira de Enfermagem [Internet]. 2013 [citado em 04 jul. 2020];17(2):474-480. Disponível em: https://cdn.publisher.gn1.link/reme.org.br/pdf/v17n2a18.pdf Doi: 10.5935/1415-2762.20130036 DOI: https://doi.org/10.5935/1415-2762.20130036

Tronto J. Toward a Feminist Theory of Caring. In: Abel EK, Nelson MK, editores. Circles of Care: Work and Identity in Women's Lives. Albany, NY: SUNY Press; 1990. p.36-54.

Hirata H. Gênero, classe e raça: Interseccionalidade e consubstancialidade das relações sociais. Tempo Social [Internet]. 2014 [citado em 06 jul. 2020];26(1):61-73. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ts/a/LhNLNH6YJB5HVJ6vnGpLgHz/?format=pdf&lang=pt Doi: 10.1590/S0103-20702014000100005

Federici S. O ponto zero da revolução: Trabalho doméstico, reprodução e luta feminista. São Paulo: Elefante; 2019. 388 p.

Kergoat D. Dinâmica e consubstancialidade das relações sociais. Novos estududos – CEBRAP [Internet]. 2010 [citado em 15 jul. 2020];(86):93-103. Disponível em: https://www.scielo.br/j/nec/a/hVNnxSrszcVLQGfHFsF85kk/?format=pdf&lang=pt Doi: 10.1590/S0101-33002010000100005 DOI: https://doi.org/10.1590/S0101-33002010000100005

Bourdieu P. Sobre a Televisão, seguido de A influência do jornalismo e Os Jogos Olímpicos. Rio de Janeiro: Zahar; 1997. 144p.

Rangel-S ML. Epidemia e mídia: sentidos construídos em narrativas jornalísticas. Saúde e Sociedade [Internet]. 2003 [citado em 19 jul. 2020];12(2):5-17. Disponível em: https://www.scielo.br/j/sausoc/a/ShC3L44FdFYm6cBgBcZrwKs/?format=pdf&lang=pt Doi: 10.1590/S0104-12902003000200002 DOI: https://doi.org/10.1590/S0104-12902003000200002

Cardoso MRG, Oliveira GS, Ghelli KGM. Análise de conteúdo: uma metodologia de pesquisa qualitativa. Cadernos da FUCAMP [Internet]. 2021 [citado em 05 fev. 2021];20(43):98-111. Disponível em: https://www.fucamp.edu.br/editora/index.php/cadernos/article/view/2347/1443

G1 DF e TV Globo. Profissionais de saúde protestam em Brasília contra atraso em pagamento de bolsas de residência. Portal G1 Distrito Federal [Internet]. 11 mai. 2020 [citado em 15 dez. 2020]. Disponível em: https://g1.globo.com/df/distrito-federal/noticia/2020/05/11/profissionais-de-saude-protestam-em-brasilia-contra-atraso-em-pagamento-de-bolsas-de-residencia.ghtml

Erys L. 'É uma guerra', diz enfermeira potiguar que se mudou de casa para proteger a mãe do coronavírus. Portal G1 Rio Grande do Norte [Internet]. 12 mai. 2020 [citado em 5 dez. 2020]. Disponível em: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/2020/05/12/e-uma-guerra-diz-enfermeira-potiguar-que-se-mudou-de-casa-para-proteger-a-mae-do-coronavirus.ghtml

Haidar G, Ávila E. Profissionais da área de saúde do RJ reclamam de atrasos no pagamento de salários. Portal G1 Rio de Janeiro [Internet]. 12 maio 2020 [citado em 15 dez 2020]. Disponível em: https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2020/05/12/profissionais-da-area-de-saude-do-rj-reclamam-de-atrasos-no-pagamento-de-salarios.ghtml

Lis L, Garcia G, Mazui G. 'Medalhas são dadas após a guerra, não antes', diz Guedes sobre reajuste a servidores. Portal G1 Economia [Internet]. 15 mai. 2020 [citado em 15 jan. 2021]. Disponível em: https://g1.globo.com/economia/noticia/2020/05/15/medalhas-sao-dadas-apos-a-guerra-nao-antes-diz-guedes-sobre-reajuste-a-servidores.ghtml

Oliveira R. Médica viraliza ao postar sobre o coronavírus: ‘Continue dando festa que te vejo no meu plantão’. Portal G1 Goiás [Internet]. 17 jun. 2020 [citado em 7 jan. 2021]. Disponível em: https://g1.globo.com/go/goias/noticia/2020/06/17/medica-viraliza-ao-postar-sobre-a-covid-19-continuem-dando-festa-que-te-vejo-no-meu-plantao.ghtml

BBC. Enfermeiros e médicos italianos reclamam de esquecimento após auge da pandemia de Covid-19. Portal G1 Bem Estar [Internet]. 26 mai. 2020 [citado em 10 jan. 2021]. Disponível em: https://g1.globo.com/bemestar/coronavirus/noticia/2020/05/26/enfermeiros-e-medicos-italianos-reclamam-de-esquecimento-apos-auge-da-pandemia-de-covid-19.ghtml

Oliveira C. Técnica de enfermagem que morreu com Covid-19 celebrou vaga em hospital de campanha; 'Foi uma heroína', diz filha. Portal G1 Mogi das Cruzes e Suzano [Internet]. 26 jun. 2020 [citado em 16 jan. 2021]. Disponível em: https://g1.globo.com/sp/mogi-das-cruzes-suzano/noticia/2020/06/26/tecnica-de-enfermagem-que-morreu-com-covid-19-celebrou-vaga-em-hospital-de-campanha-foi-uma-heroina-diz-filha.ghtml

Bardin L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70; 2015. 288 p.

Schwarcz LM. Sobre o autoritarismo brasileiro. São Paulo: Companhia das Letras; 2019. 288 p.

Campbell J. O herói de mil faces. São Paulo: Pensamento; 1989. 416 p.

Cox C. Healthcare Heroes’: problems with media focus on heroism from healthcare workers during the COVID-19 pandemic. Journal of Medical Ethics [Internet]. 2020 [citado em 20 dez. 2020];46(8):510-513. Disponível em: https://jme.bmj.com/content/medethics/46/8/510.full.pdf Doi: 10.1136/medethics-2020-106398 DOI: https://doi.org/10.1136/medethics-2020-106398

Stokes-Parish J, Elliott R, Rolls K, Massey D. Angels and Heroes: The Unintended Consequence of the Hero Narrative. Journal of Nursing Scholarship [Internet]. 2020 [citado em 20 dez. 2020];52(5):462-466. Disponível em: https://sigmapubs.onlinelibrary.wiley.com/doi/epdf/10.1111/jnu.12591 Doi: 10.1111/jnu.12591 DOI: https://doi.org/10.1111/jnu.12591

Higgins C. Why we shouldn't be calling our healthcare workers 'heroes’. The Guardian [Internet]. 27 maio 2020 [citado em 13 dez. 2020]. Disponível em: https://www.theguardian.com/commentisfree/2020/may/27/healthcare-workers-heros-language-heroism

Khan, Z, Iwai Y, Dasgupta S. Military metaphors and pandemic propaganda: unmasking the betrayal of 'Healthcare Heroes'. Journal of Medical Ethics [Internet]. 2020 [citado em 27 dez. 2020];47(9):643-644. Disponível em: https://jme.bmj.com/content/47/9/643.long Doi: 10.1136/medethics-2020-106753 DOI: https://doi.org/10.1136/medethics-2020-106753

Blanc N, Laugier S, Molinier, P. O preço do invisível: As mulheres na pandemia. Dilemas [Internet]. 2020 [citado em 29 dez. 2020];88(Reflexões na Pandemia):1-13. Disponível em: https://www.reflexpandemia.org/texto-88

Ministério da Saúde. Boletim Epidemiológico Especial 40. Doença pelo Coronavírus COVID-19. Brasília: Ministério da Saúde; 2020. 75 p.

Bitencourt SM, Andrade CB. Trabalhadoras da saúde face à pandemia: por uma análise sociológica do trabalho de cuidado. Ciência e Saúde Coletiva [Internet]. 2020 [citado em 06 jan. 2021];26(3):1013-1022. Disponível em: https://www.scielo.br/j/csc/a/cmkVBgHrZpRCgVFjwgtmqJG/?format=pdf&lang=pt Doi: 10.1590/1413-81232021263.42082020 DOI: https://doi.org/10.1590/1413-81232021263.42082020

Morin KH, Baptiste D. Nurses as heroes, warriors and political activists. Journal of Clinical Nursing [Internet]. 2020 [citado em 09 jan. 2021];29(15):15-16. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC7283677/ DOI: https://doi.org/10.1111/jocn.15353

Soares MH, Martins JT. O(a) herói(na) que precisamos ser para enfrentar a pandemia de COVID-19. Advances in Nursing and Health [Internet]. 2020 [citado em 09 jan. 2021]2(1):1-13. Disponível em: https://www.uel.br/revistas/uel/index.php/anh/article/view/40128/27721 DOI: https://doi.org/10.5433/anh.2020v2.id40128

Machado MH, Koster I, Aguiar Filho W, Mesquita MC, Freire NP, Pereira EJ. Mercado de trabalho e processos regulatórios: a Enfermagem no Brasil. Ciência e Saúde Coletiva [Internet]. 2020 [citado em 10 jan. 2021];25(1):101-112. Disponível em: https://www.scielo.br/j/csc/a/Yx3hw9M5qZRnkMYYK6hvCbr/?format=pdf&lang=pt DOI: https://doi.org/10.1590/1413-81232020251.27552019

Reid L. Diminishing returns? Risk and the duty to care in the SARS epidemic. Bioethics [Internet]. 2005 [citado em 15 jan. 2021];19(4):348-361. Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/epdf/10.1111/j.1467-8519.2005.00448.x DOI: https://doi.org/10.1111/j.1467-8519.2005.00448.x

Downloads

Publicado

30-06-2022

Como Citar

1.
Miasato FA. Sem heróis, sem heroínas: reflexões sobre o discurso heroico utilizado pela mídia sobre os profissionais de enfermagem na pandemia de COVID-19. Cad. Ibero Am. Direito Sanit. [Internet]. 30º de junho de 2022 [citado 4º de outubro de 2022];11(2):118-3. Disponível em: https://www.cadernos.prodisa.fiocruz.br/index.php/cadernos/article/view/881

Edição

Seção

ARTIGOS