Busca ativa ou testagem em massa?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.17566/ciads.v9i4.741

Palavras-chave:

COVID-19, Testagem em massa, Rastreamento, Pandemia, Políticas de proteção

Resumo

A pandemia de COVID-19 tem desafiado estudiosos e Governos a encontrar medidas em saúde pública que tragam soluções e reduzam óbitos. O presente artigo busca discutir sobre o impacto da testagem em massa como medida de proteção social e avaliar sua implementação no Brasil, no controle da COVID-19, especialmente quando combinado ao isolamento de casos e a quarentena de contatos. Recomenda-se a testagem em massa para rastreamento da doença e garantia de sustentabilidade dessas medidas.

Biografia do Autor

Marilusa Cunha da Silveira, Fundação Oswaldo Cruz

Mestre em Desenvolvimento em Políticas Públicas, Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP/Fiocruz), Rio de Janeiro, RJ, Brasil; Analista de gestão em saúde, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. https://orcid.org/0000-0002-7014-6385.E-mail: marilusa.silveira@fiocruz.br

Eduardo de Azeredo Costa, Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP)/Fundação Oswaldo Cruz

PhD em Epidemiologia, London School of Hygiene & Tropical Medicine, Londres, Reino Unido; assessor de cooperação internacional, Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP/Fiocruz), Rio de Janeiro, RJ, Brasil. https://orcid.org/0000-0003-3111-9103. E-mail: eduardo.costa@fiocruz.br

Referências

Peak CM, Childs LM, Grad YH, Buckee CO, Comparing nonpharmaceutical interventions for containing emerging epidemics. Proceedings of the National Academy of Sciences [Internet]. 2017 Apr 11;114(15):4023-8. doi: https://doi.org/10.1073/pnas.1616438114

Pinto S. Em duas semanas, aumenta em 50% a proporção da população com anticorpos para coronavírus no Brasil [Internet]. EPICOVID19. Pelotas: UFPEL, 11 de junho de 2020. Disponível em: http://epidemio-ufpel.org.br/uploads/downloads/19c528cc30e4e5a90d9f71e56f8808ec.pdf

Hellewell J, Abbott S, Gimma A, Bosse NI, Jarvis CI, Russell TW, Munday JD, Kucharski AJ, Edmunds WJ, Sun F, Flasche S. Feasibility of controlling COVID-19 outbreaks by isolation of cases and contacts. The Lancet Global Health [Internet]. 2020 Feb 28; 8(4):e488–e496. doi: https://doi.org/10.1016/S2214-109X(20)30074-7

Liu Y, Yan LM, Wan L, Xiang TX, Le A, Liu JM, Peiris M, Poon LL, Zhang W. Viral dynamics in mild and severe cases of COVID-19. The Lancet Infectious Diseases [Internet]. 2020 Mar 19; 20(6):P656-657. doi: https://doi.org/10.1016/S1473-3099(20)30232-2

Ferretti L, Wymant C, Kendall M, Zhao L, Nurtay A, Abeler-Dörner L, Parker M, Bonsall D, Fraser C. Quantifying SARS-CoV-2 transmission suggests epidemic control with digital contact tracing. Science [Internet]. 2020 May 8;368(6491). doi: https://doi.org/10.1126/science.abb6936

Mellan TA, Hoeltgebaum HH, Mishra S, Whittaker C. Estimating COVID-19 cases and reproduction number in Brazil. Imperial College London [Internet]. 2020 May 8;1-24 doi: https://doi.org/10.25561/78872

Downloads

Publicado

2020-12-16

Como Citar

1.
da Silveira MC, Costa E de A. Busca ativa ou testagem em massa?. Cad. Ibero Am. Direito Sanit. [Internet]. 16º de dezembro de 2020 [citado 5º de março de 2021];9(4):188-91. Disponível em: https://www.cadernos.prodisa.fiocruz.br/index.php/cadernos/article/view/741

Edição

Seção

COMUNICAÇÃO BREVE