[1]
C. de S. G. Ribeiro e C. C. Wanderley Queiroz, “Breve panorama da judicialização da saúde no Brasil e os reflexos dos julgamentos dos recursos repetitivos pelos Tribunais Superiores”, Cad. Ibero Am. Direito Sanit., vol. 8, nº 3, p. 102–111, set. 2019.