[1]
D. Nascimento, “Mediação de Conflitos na Área da Saúde: experiência portuguesa e brasileira”, Cad. Ibero Am. Direito Sanit., vol. 5, nº 3, p. 201–211, set. 2016.