[1]
J. de Souza Delgado, “A exigibilidade de autorização de funcionamento por empresas matrizes para atuar em estado onde não possuem filiais”, Cad. Ibero Am. Direito Sanit., vol. 2, nº 2, p. 971–976, dez. 2013.