ALMEIDA CUNHA, J. R. As teorias do mínimo existencial e da reserva do possível como retrocessos à efetivação do direito à saúde no Brasil. Cadernos Ibero-Americanos de Direito Sanitário, [S. l.], v. 4, n. 3, p. 94–115, 2015. DOI: 10.17566/ciads.v4i3.199. Disponível em: https://www.cadernos.prodisa.fiocruz.br/index.php/cadernos/article/view/199. Acesso em: 1 fev. 2023.